terça-feira, 11 de maio de 2010

... Flores ...


A espantosa realidade das cousas

A espantosa realidade das cousas
É a minha descoberta de todos os dias.
Cada cousa é o que é,
E é difícil explicar a alguém quanto isso me alegra,
E quanto isso me basta.
.......................

(Alberto Caeiro)