quarta-feira, 30 de março de 2011

o amor é.....


Alguém bateu à minha porta
e a casa encheu-se de flores
desse cheiro de jasmim
e a casa encheu-se de cores
as paredes de carmim
e eu que estava meio morta
de promessas e desamor
voltei a sentir na cor
a conciliação em mim

Beijos dados com paixão
afastaram todo o medo, essa aflição
e eu que estava meio morta,
de promessas e desamor
renasci de novo à vida
essa vida colorida
de azul do céu, de azul do mar
ensinaste-me de novo a amar

No cimo dessa montanha
construí o meu castelo
de paredes altas e fortes
onde não entrasse a dor
onde não entrasse a morte
onde só entrasse o amor
onde só entrasse a sorte

Mas às vezes o vento norte
que trás o raio e trovão
tenta matar essa sorte
corromper o coração

Vai embora ó vento norte
p’ra bem longe do meu castelo,
deixa em paz meu cavaleiro
vai-te embora ó agoureiro

Meu amor, meu cavaleiro
meu amor, minha paixão
é tão forte, é tão bravio
mata o vento no desafio....