quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Iniciação...



Entrelaço as minhas mãos nas gotas dos teus olhos molhados de amor e falo, em vão, palavras que não entendes serem alertas…  a porta entreaberta deixou-te desprotegida e de nada valem as minhas mãos, mesmo que abertas…
És a criança que sorri, a adolescente que eu descobri…..  e ainda há tão pouco tempo adormecias no meu colo….
Sei que vais querer viver no mundo ‘do País das Maravilhas’, sei que me irás responder muitas vezes: Eu sei! Eu quero!  E eu, eu, estarei sempre aqui ao teu lado e do teu lado, para te proteger,  para te abraçar, para te sorrir e para  te ajudar a perceber que, ‘no fim’, viveste sempre, sempre, mesmo que apenas um sonho repleto de aventuras ou desventuras, foram elas que te ajudaram a crescer….